IMPLANTE DENTÁRIO


   O QUE SÃO IMPLANTES DENTÁRIOS? 

     São pequenos parafusos modernamente confeccionados em titânio, que são colocados dentro dos ossos maxilares funcionando como fixação para diferentes tipos de próteses dentárias. Podem substituir um único dente, vários dentes ou até mesmo todos os dentes. Os pacientes costumam confundir implantes com próteses fixas; na verdade, implantes servem para substituir as raízes dos dentes, em situações de perda ou impossibilidade de aproveitamento destas.
     Representam depois de décadas de estudos e pesquisas, um dos maiores avanços da Odontologia nos tempos recentes, dando esperança a quem não mais tinha.

   QUANTO TEMPO DEMORA O TRATAMENTO?

     Depende de cada caso. Após a colocação (fase cirúrgica) o implante permanece em repouso por um período que varia de 2 a 6 meses para que ocorra o fenômeno biológico da osseointegração (união direta do titânio ao osso) após o qual é descoberto e uma prótese dentária é conectada a ele (fase protética).

   VOU FICAR SEM DENTES ATÉ LÁ?

     Não. Durante o período da osseointegração, pode ser confeccionada uma prótese provisória no local, até a instalação da definitiva. 

 
  DÓI MUITO PARA COLOCAR IMPLANTES?

     Não. O tecido ósseo não contém, nesta região a ser implantada, inervações sensitivas, motivo pelo qual além de não sentir a preparação óssea onde será colocado o implante, não existe possibilidade de dor pós-operatória neste tecido.
     Obviamente trata-se de um procedimento cirúrgico e um certo edema (inchaço) é esperado, especialmente nos primeiros 5 dias pós-operatórios.

   EXISTE PERIGO DE REJEIÇÃO?

     Não. A rejeição acontece quando um órgão (rim, coração, etc.) é transplantado de uma pessoa para outra, por estabelecimento de uma defesa orgânica natural ao corpo estranho. Nos implantes dentários não ocorre rejeição primeiro porque não são transplantes e segundo porque não são órgãos e sim metais biocompatíveis e bioinertes.
     A taxa de sucesso dos implantes é alta (cerca de 97%), havendo diversos estudos científicos comprovando sua eficácia, mesmo após muitos anos de função mastigatória. Existe porém, uma possibilidade pequena de perda do implante (não ocorrência da osseointegração) normalmente logo após o período de repouso pós-implantação. Nestes casos o implante é removido facilmente, podendo um novo ser recolocado no local.
     "Na verdade, o implante osseointegrado é uma das maiores evoluções da ciência, uma solução definitiva, segura e que devolve integralmente a estética e a função do dente natural, eliminando a idéia de mutilação que a falta de um dente nos trás, sem que para isso tenhamos que lembrar que usamos um implante."


     Atenção! Apesar do texto claro, é importante lembrar que nada substitui o exame clínico feito por um profissional capacitado.
     Desta forma, se você pode se beneficiar com um implante dental, marque uma avaliação conosco pelo telefone (19) 3383-6617 e esclareça suas dúvidas.
     Todos os procedimentos relativos à instalação do implante são feitos em nosso consultório, desde a fase cirúrgica, feita por um implantodontista altamente qualificado, até a fase protética, tendo como objetivo o reestabelecimento estético e funcional da região implantada.


Dra. Lídia Madeira Odontologia
Rua Dr. Guilherme da Silva, 450 - Sala 01 - Cambuí - Campinas/SP.
Tel: (19) 3383-6617